Textos

Uma esperança
Às vezes, quando estamos só...
Sentimos um mal estar, não no peito mas na alma.
Uma coisa assim de impotência, de que nos falta algo.
Em nosso presente ou no futuro quem sabe.
Pensamos no que fizemos, ou que nem tentamos.
Não por consequência mas por falta de experiência,ou tato.
Isso é fato.
Pensamos em voltar, refazer ou desfazer, com a ânsia de dar certo.
Mas... o que foi feito, ou dito, ou refeito... já foi.
E assim, adquirimos um pouco mais de saber para outras vezes.
Ficamos mais experientes, mas de que serve isso para outras vezes?
Se os acontecimentos serão outros e  as pessoas também.
Ah as pessoas...
Que triste insegurança em lidar com elas.
Como entender uma coisa tão complexa que é igual a nós.
Mas tão diferentes entre si.
Sair do mundo sem ter morrido, viajar permanecendo.
Escrever por linhas transparentes, acariciar o ego sem sofrer,
não podendo errar, errar para ...
Simplesmente ter uma chance de ser humano.
Vamos em frente, enquanto tiver uma chama em nosso espírito,
haverá por certo uma inverdade para ser esclarecida.
Uma mentira bem contada, ou um crime perfeito.
Talvez seja assim.
Joaquina Affonso
Enviado por Joaquina Affonso em 16/06/2015


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr