Textos

Tristeza de lama e sangue
Casa, que diz que casa, mas nunca se casará.
Vida que vive a vida mas nunca viverá.
Enchente, avalanche, gente que morre e que vive.
Você foi, mas não foi você que viu.
Talvez viva somente, na mente da gente.
A expressão da vida é a mesma da morte.
Viva e acesa, rápida e certeira.
Como numa volta, voltou a viver.
Com um tiro caiu e morreu.
Sabemos quem foi, mas não vimos.
Sentimos o sentimento dos outros.
Choramos e nos amordaçamos, mas nada.
Nada a fazer, só nos resta as lágrimas.
Choro, sofrimento,
angustia e lamento.
Tudo cheio de sangue e lama.
Lama, sangue e tormento.
Joaquina Affonso
Enviado por Joaquina Affonso em 17/11/2015


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr