Textos

Nosso Natal
    As nuvens eram densas por todo o horizonte, alguns pássaros voavam como loucos plainando em silencio.
    Os  veículos foram indo embora um a um e as poucas pessoas que ainda vagavam pelas calçadas, se tornavam transparentes ao longe.
    O céu escureceu derrepente, um tom de cobre insistia em dourar o infinito.
    As luzes clarearam a cidade, as casas acenderam os infeites dos jardins.
    Tudo ficou bonito!
    Eu e minha mae buscamos, entre jornais, sacos plasticos velhos e vazios, um velho cobertor rasgado, que nos foi doado há um ano atrás, dividimos um pao, que havíamos recebido de uma mulher na padaria, contamos as moedas e compramos cem gramas de mortadela, para encher o pao.
    Sentamos encostados na parede, eu encostado na minha mae e meu cachorro encostado em mim.
    Olhamos para o céu e vimos uma estrela cadente, fizemos um pedido...o mesmo pedido.
    O mesmo que  repetíamos todos os anos:
    "Uma vida melhor no ano seguinte."
    Porque hoje é Natal.

  
Joaquina Affonso
Enviado por Joaquina Affonso em 13/12/2019


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr